TRADUTOR

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

A SUBMISSÃO FEMININA



Vós, mulheres, sede submissas a vossos maridos, como convém no Senhor. Cl 3:18
Quando falamos em submissão feminina, ao longo da historia ela tem sido entendida de forma errada e equivocada, pois  muitos tem se utilizado da determinação paulina ao pé da letra e  sem um entendimento claro e de forma sufocante tem escravizado e humilhado às mulheres aos longos dos anos.
Ser submisso não é não ter vontade própria, não ter direito de pensar, agir ou mesmo se manifestar.
Quando o apostolo Paulo fala em ser submissa, ele frisa bem:  
    Ø Como convém ao Senhor – Cl 3.18
Ø  Assim como a igreja está sujeita a Cristo – Ef. 5.24
Ø  A  fim de que a palavra de Deus não seja blasfemada.  Tito 2:5
Ø  Para que também, se alguns não obedecem à palavra, pelo porte de suas mulheres sejam ganhos sem palavra; 1 Pedro 3:1
A submissão da esposa ao marido esta vinculada a um entendimento da visão do Reino de Deus.
O homem e a mulher que compreendem, que apesar de viveram e coabitarem neste mundo, não pertencem  a ele (João 17.16), mas são verdadeiros cidadãos do Reino dos Céus, passarão a compreender os seus papeis como é descrito na bíblia.
O lar deve ser um lugar do reflexo desse Reino.
Quando falamos em o homem amar sua esposa e a mesma ser submissa, a bíblia nos ensina:
Ø  Marido ame a sua esposa assim como Cristo amou a igreja e se entregou por ela, ou seja, se sacrificou por ela para que ela fosse perfeita.
Ø  Mulher, sede submissa ao vosso marido, assim como a Igreja esta submissa a Cristo.

A Igreja é submissa a Cristo não por obrigação ou imposição. A submissão e a entrega de si ao Senhor Jesus Cristo, é única e exclusivamente por amor.
Por amor a igreja se submete.
Por amor ela sofre.
Por amor ela aguarda a resposta de Cristo.
Por amor ela entrega a Cristo suas vontades, sonhos e desejos.
Não é por força e nem por violência. Ratifico, submete-se por amor, por causa de tudo aquilo que Cristo fez e faz por ela.
Assim também, a esposa, se submete ao marido pelo fato de ama-lo.
Ela sabe que o Reino de Deus é o mais importante em tudo e entende que seu esposo, como cabeça do lar, é o responsável espiritual pela família.
Sua submissão é altruísta, não porque é obrigada, mas sim porque ama seu esposo, que também cumpre o seu papel e reflete a glória dos Céus.
Existe no coração de toda mulher o desejo de ser submissa ao marido (Genesis 3.16) , porém a mesma sufoca esse desejo, pelo fato do marido não cumprir sua obrigação de  coloca-la em primeiro lugar em sua vida.
Quer uma esposa submissa?
Quer uma esposa ajudadora?
Quer uma esposa, a exemplo da igreja?
Então, passe a agir como Cristo e trate sua esposa com o amor, carinho e atenção que ela merece.
Valorize sua esposa.
Respeite sua esposa.
Cuide de sua esposa.
E ela se submeterá a você com toda a alegria.

 Cuiabá-MT, 20 de Setembro de 2.013

Pr. Elias Souza