TRADUTOR

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

PORQUE OS HOMENS RETROCEDERAM EM SUAS RESPONSABILIDADES COMO ESPOSO E NA SUA VIDA ESPIRITUAL NAS ULTIMAS DÉCADAS?


Sabe, porém, isto, que nos últimos dias virão tempos difíceis;
pois os homens serão amantes de si mesmos, avarentos, pretensiosos, soberbos, maldizentes, desobedientes a seus pais, ingratos, ímpios,
sem afeição natural, implacáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, inimigos do bem, traidores, insolentes, presunçosos, amando mais os prazeres do que a Deus,

tendo a aparência de piedade, porém negando o poder dela.
2 Timóteo 3:1-5

Tenho me questionado muito, sobre o que teria acontecido aos homens cristãos das ultimas décadas, tendo regressado e até mesmo sendo atrofiado como líder do lar e líder espiritual de sua  família.
Não quero questionar aqui os movimentos feministas ou mesmo a ascensão das mulheres ao mercado de trabalho, carreira política e postos de liderança, como um todo.
Mas, sim a regressão masculina em vários sentidos.
O nosso texto bíblico base, nos diz que nos últimos dias, os homens seriam egoístas, amantes de si mesmos, arrogantes, etc.
Enquanto isso as mulheres procuraram uma melhor qualificação, estudando, fazendo cursos e se envolvendo cada vez mais com os trabalhos das igrejas e se aproximando mais de seus filhos.
A presença masculina tem-se reduzido consideravelmente em quase todas as atividades religiosas.
Não existe mais nas igrejas os grupos de homens voltados a oração e ao estudo bíblico.
O discipulado masculino, basicamente não mais existem nas igrejas.
 Nas igrejas, não há atividades voltadas para o crescimento espiritual e social masculino.
Enquanto isso, as mulheres tem sido muito e muito mais atuantes em quase todos os departamentos das igrejas.
Hoje as mulheres estão integradas  ao Ministério Feminino ou ao Circulo de Oração.
As mulheres têm se destacadas como excelentes professoras de escola bíblica dominical.
Várias mulheres despontaram como excelentes pregadoras e profundas conhecedoras dos preceitos bíblicos.
Acredito que ao se depararem com o crescimento espiritual e comprometimento das mulheres em quase tudo, os homens passaram a se sentir amedrontados e acuados, não sabendo como lidarem com essa mudança em um contexto social, não tem conseguido assumir suas responsabilidades espirituais e como lideres familiares, levando-os a se comportarem como fracos.
O medo, o egoísmo e a arrogância os tem levado a fugirem de suas responsabilidades e  deixarem a liderança do lar nas mãos de suas mulheres e em alguns casos até mesmo a abandona-las.
É necessário que voltemos a preparar, educar, treinar, ensinar o homem os princípios bíblico, para que se tornem lideres espirituais firmados na palavra.
Dar-lhes atividades na igreja que os levem a um amadurecimento espiritual.
Mostra-lhes que suas esposas não são competidoras ou concorrentes mas sim suas cooperadoras para o fortalecimento de suas famílias e da igreja.
É tempo de unirmos nossas forças e fortalecermos os laços familiares, pois somente famílias fortes podem ajudar o fortalecimento das igrejas.
 Não podemos culpar os homens pelo seu fracasso como líder espiritual e líder do lar, pois essa responsabilidade de treina-los, ensina-los e os discipular  é nossa, que recebemos treinamento e fomos ungidos para liderar o povo.
Não havendo sábia direção, cai o povo; Mas na multidão de conselheiros há segurança. Provérbios 11:14
O povo é o resultado de seu líder e o apostolo Paulo aconselha a Timóteo:
E o que de mim, entre muitas testemunhas, ouviste, confia-o a homens fiéis, que sejam idôneos para também ensinarem os outros. 2 Timóteo 2:2
Precisamos preparar e capacitar nossos jovens em todos os sentidos, caso contrario não teremos no futuro famílias e nem igrejas, apenas clubes sociais.

Cuiabá-MT, 18 de setembro de 2013

Pr. Elias Souza