TRADUTOR

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

DOR NA ALMA



DOR NA ALMA
A minha alma consome-se de tristeza. Salmos 119:28

Muitas vezes quando falamos em dor, pensamos claramente naquela definição médica de sensação penosa, desagradável, produzida pela excitação de terminações nervosas sensíveis a esses estímulos, e classificada de acordo com o seu lugar, tipo, intensidade, periodicidade, difusão e caráter, ou seja, qualquer anomalia no corpo que reflete com sintomas de dor.
A dor em si, não é doença e nem mal, mas um sintoma e alerta de que algo não vai e não está bem, e precisa de cuidados imediatos, sendo aliviada com recursos medicinais até a cura do corpo.

Mas, existe uma dor que a medicina não pode curar e muito menos amenizar, é uma dor que se sente só.

A DOR DA ALMA.

O Rei Davi expressava essa dor, através de seus poemas:
Dentro de mim a minha alma chora. Sl 42:4,.
A minha alma está cheia de angústia. Sl 88:3

O que é e de onde vem essa dor?
A dor da alma pode ter várias origens:
·       São mágoas originadas por desgostos do espírito ou do coração;
·       Sentimento causado por decepção, desgraça, sofrimento, morte de um ente querido;
·       Ver por terra os seus sonhos;
·       Decorrente de dano causado a outrem ou a si mesmo;
·       Arrependimento;
·       Pesar;
·       Remorso;
·       Compaixão;
·       Dó.

O Salmista expressou essa dor e suas consequências de uma forma tão profunda, que nos comove até hoje:

“A minha alma tanto como o corpo estão cansados de tanta tristeza. Vou-me consumindo de abatimento; esgotam-se os meus anos em aflição. Os meus pecados também me têm tirado força. Sinto-me como que comido de vergonha e tristeza.
Os meus inimigos fizeram até com que os meus próprios vizinhos me desprezassem. Fogem de mim quando passo na rua.
Para eles sou como morto, como pedaços de louça partida, que se deitam fora.
Ouvi as mentiras que muitos diziam a meu respeito. Para qualquer lado que olhava, tinha medo. Salmos 31:10-13
As minhas lágrimas correm, noite e dia, porque andam sempre a zombar de mim perguntando: Mas por onde é que anda esse teu Deus?  Salmos 42:3


Como alcança então a cura para a dor da alma?
A receita está nas próprias palavras do salmista:
Mas eu confiei em ti, Senhor, e disse: Tu és o meu Deus.
Todo o tempo da minha vida está nas tuas mãos.
Salmos 31:14,15

Bendito é o Senhor, porque já me mostrou o seu amor, um amor que nunca falha, maravilhoso, que me protege como as muralhas duma fortaleza.
Falei precipitadamente quando disse: O Senhor desamparou-me, porque afinal tu sempre ouviste a minha súplica quando chamei por ti.
Amem o Senhor, todos quantos lhe pertencem. O Senhor protege os que lhe são fiéis, mas castiga severamente os que o rejeitam com soberba.
Vocês que confiam no Senhor, tenham, pois, coragem, e o Senhor dará força ao vosso coração.
Salmos 31:21-24

Porque estás abatida, minha alma? Porque ficas perturbada? Confia em Deus! Pois que ainda o louvarei. Ele é a minha salvação! Ele é o meu Deus! Salmos 42:11

Confie em Deus.
Entregue a Ele a sua dor e frustação.
Chore aos pés de Jesus e deixe que Ele seja o tudo que você precisa.
Lembre-se, Jesus também foi traído, humilhado, abandonado, sentiu-se só, e na sua maior dor, Ele gritou: Deus meu, porque me desamparastes?
Ele sabe o que você está sentido.
Renda-se a Ele.

Cuiabá-MT, 19 de novembro de 2015.


Pr. Elias Souza