TRADUTOR

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

AS SETE VIRTUDES DE UMA ESPOSA CRISTÃ



AS SETE VIRTUDES DE UMA ESPOSA CRISTÃ

Que a Graça e a Paz de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, esteja com todos os nossos leitores.
O sábio fala em Provérbios 31:11-31 , sobre a mulher virtuosa, porém hoje, quero falar das virtudes apontadas no Novo Testamento, ensinada por Jesus e pelo apostolo Paulo.

ÀS VIRTUDES:

01 – AMA A DEUS ACIMA DE TODAS AS COISAS:
Ama  o Senhor  Deus de todo o coração, e de toda a alma, e de todo o  pensamento. Mateus 22:37
Somente a mulher que ama ao Senhor, pode entender a força e a influencia do Reino de Deus na terra, e pode se tornar um agente de transformação através de sua família.

02 – AMA AO SEU MARIDO. (Tito 2:4,5)
Quando acaba o fascínio dos primeiros meses de casamento, digo, lua de mel, a mulher passa a descobrir e perceber os defeitos de seu marido.
Descobre que o esposo não é perfeito e é cheio de defeitos e falhas.
É nessa hora, que a esposa precisa decidir a amar o seu esposo, e pedir a graça de Deus para superar os momentos difíceis.
Só o amor constrói, e o amor de Deus esta derramado em seu coração pelo Espirito Santo de Deus. (Rm. 5:5).

03 – AMA SEUS FILHOS. (Tito 2:4,5)
Parece meio estranho o conselho de Paulo, pois, que mãe há que não ame seus filhos?
Porém, quando foi escrita a carta, havia certa repugnância de algumas mulheres em relação aos filhos, pois as mesmas tinham dificuldades em amar ao seu esposo e aos filhos pelo fato da criança sempre marca a presença  e característica do pai.
Lembro-me do comentário de uma mulher:
“Poxa, sofri nove meses carregando esse individuo em meu ventre, passei dores, enjoo, engordei, etc., e o mesmo ao nascer é a cara do pai.”
Amar os filhos significa cuidar, zelar, se preocupar com seu futuro, educar, etc.
Ame seus filhos, pois são á herança do Senhor e um cidadão do céu. (Salmo 127:3)

04 – PRUDENTE E PURA. (Tito 2:4,5)
Preocupa com a sua reputação, de seu marido e de seus filhos e de sua casa.
Age com sabedoria e não se porta indecentemente.
Seu jeito de vestir, falar e agir reflete a imagem das santas mulheres de Deus do passado, que esperavam a manifestação da Glória do céu.
Não se porta com indecência.
Seu corpo é tratado como Templo do Espírito Santo.
Cuida de sua saúde física e espiritual.

05 – BOAS DONAS DE CASA. (Tito 2:4,5)
Muitos não concordam com essa orientação de Paulo, por entenderem erroneamente que é uma prisão domiciliar.
A mulher virtuosa de Provérbios 31 nos ensina sobre uma excelente administradora do lar.
Boa dona de casa, é aquela que sabe administrar todos os recursos que dispõe:
Está sempre ocupada, fazendo roupas de lã e de linho (conforto de sua família)
Ela se levanta de madrugada para preparar comida para a família e para dar ordens às empregadas.
É esforçada, forte e trabalhadora.
Conhece o valor de tudo o que faz e trabalha até tarde da noite.
Ela prepara fios de lã e de linho para tecer as suas próprias roupas.
Quando faz muito frio, ela não se preocupa, porque a sua família tem agasalhos para vestir.
Faz cobertas e usa roupas de linho e de outros tecidos finos.
É forte, respeitada e não tem medo do futuro.
Fala com sabedoria e delicadeza.
Ela nunca tem preguiça e está sempre cuidando da sua família.


06 – BONDOSA. (Tito 2:4,5).
Bondade é uma das qualidades do fruto do espírito listada em Gálatas 5.22.
Ser bondosa significa, a disposição permanente de uma pessoa em não fazer o mal, ou situação em não ser prejudicial.
É agir de acordo com os princípios bíblicos, sempre se perguntado: O que Jesus faria em meu lugar?
Ser bom, é refletir uma das qualidades do próprio Deus, como disse Jesus:
Ninguém há bom, senão um, que é Deus. Lucas 18:19

07 – SE PREOCUPA COM A MENSAGEM DO REINO. (Tito 2:4,5)
Sabe que sua família é o reflexo da Gloria de Deus e que possui o bom o perfume de Cristo, sendo ainda a carta escrita pelo próprio Deus para ser a manifestação do Reino Invisível que não pode ser abalado, retendo a graça, pela qual serve a Deus agradavelmente, com reverência e piedade; 

Que Deus em Cristo vos abençoe.

Cuiabá-MT, 27 de setembro de 2013.


Pr. Elias Souza